Moda, estilo de vida, tendências, looks....

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Laboutin: O fetiche da sola vermelha





Você já deve ter visto em alguma revista de celebridades, ou em algum site de moda, ou quem sabe em algum filme. Estou falando da sola vermelha, marca registrada dos sapatos de Christian Laboutin, um dos maiores designers de sapatos do momento.
Metade francês, metade vietnamita, ele chegou ao topo do mercado de luxo com suas marcas registradas, além do conhecido solado vermelho, sua outra marca é o salto altíssimo (chegam a 16 cm de altura). Com esta combinação, Laboutin conquistou Hollywood, e nomes como Angelina Jolie, Katie Holmes, Victoria Beckham e Dita Von Tese.
A sola vermelha nasceu de uma necessidade de dar vida aos sapatos. O designer conta que uma tarde viu sua secretária pintando as unhas de vermelho, no mesmo momento ele pegou o esmalte e passou na sola do sapato, e o sapato ganhou vida.
Depois disso, seus sapatos nunca mais passariam despercebidos. Mas sua história começa muito antes disso. Laboutin desenha sapatos nos seus cadernos de escola durante a infância. Aos quinze anos já fabricava seus sapatos e vendia nos cabarés e boates parisienses.
Na década de 80, Laboutin trabalhou para grandes marcas, como Roger Vivier (que criou o salto agulha), Christian Dior, Chanel e Yves Saint Laurent e até foi colaborador da revista Vogue.
Sua primeira loja inaugurou em 1992, na elegante galeria parisiense Vero-Dotat, próxima ao museu do Louvre. Mas a marca decolou depois que uma jornalista americana da revista W magazine, que estava em Paris em busca dos novos endereços “trend’’ da cidade, ouviu uma conversa animada da princesa Caroline de Mônaco com outras mulheres sobre os sapatos da boutique Christian Laboutin. A matéria foi publicada e seus sapatos tornaram-se objeto de desejo. Dois anos mais tarde, em 1994, a marca chega a Nova York.
Para desfilar com um modelo básico de Laboutin, é necessário desembolsar por volta de US$ 500. Este valor pode chegar fácil a R$ 1 mil – quanto mais ousado o modelo, mais caro ele fica. A qualidade prevalece em seus modelos, que são fabricados por artesões em Milão, e criados no atelier de Paris. O modelo mais caro da marca custa 1300 euros, chamado Lady Rings é feito de camurça e revestido por cristais.
Hoje Christian Laboutin possui 36 lojas próprias, e 200 pontos de vendas dentro das mais famosas lojas de departamento, em 51 países ao redor do mundo. Os Estados Unidos é responsável por 40% de suas vendas. No Brasil a marca possui uma loja própria, localizada em São Paulo no Shopping Iguatemi.
O grande sucesso da marca segundo o próprio Laboutin é devido ao prazer que uma mulher sente ao caminhar com um salto altíssimo. Quem somos nós para duvidar.

Giuliana Caliceti

Nenhum comentário:

Postar um comentário